quarta-feira, 30 de março de 2011

Estrutura Do Projeto de Pesquisa

Um breve resumo elaborado pelo Professor Almeida sobre como estruturar o seu Projeto de Pesquisa.

Aplicativos

Abaixo segue alguns links que poderão utilizar para fazer download de aplicativos livres de licença de uso.

http://wiki.sintectus.com/bin/view/Main/SlidesOQueELaTeX?skin=slidy

http://www.tex-br.org/index.php/Apresenta%C3%A7%C3%A3o

http://www.latex-project.org/intro.html

http://www.hardware.com.br/comunidade/lista-25/50420/

http://pages.cs.wisc.edu/~ghost/

http://www.xm1math.net/texmaker/

http://www.texniccenter.org/

Estes aplicativos são utilizados no momento em que começar a ser elaborado o artigo, tese, tcc, enfim o docupemto final da sua pesquisa.

Cronograma de trabalho.


O estabelecimento do cronograma de trabalho é uma das partes importantes de um projeto, ele proporcionará os prazos de início, e fim do projeto, dando possibilidade de acompanhar as atividades definidas a serem desenvolvidas, podendo ser revisado a medida de seu andamento, quer dizer, quando algumas fases não estiverem sendo desenvolvidas, dentro do previsto, os responsáveis pelo projeto deverão analisar e revisar os prazos pré-estabelecidos. 

segunda-feira, 28 de março de 2011

Banco de Teses

Já que a etapa de descobrir o que se deseja pesquisar já foi efetuada.
Está na hora de começar a explorar sites que lhe vão ser útil não só no aprofundamento da idéia, mas também na visualização de teses relacionadas ao que você deseja, e dessa maneira como deve ficar (o modelo) o final do seu trabalho.
Sendo assim um Banco de Teses possui os mais variados tipos de teses de diversas áreas do conhecimento humano.
Segue abaixo o link que irá levá-lo há um conjunto de links que lhe dará acesso aos melhores banco de teses do país:

www.bu.ufsc.br/teses_nacionais.html

sexta-feira, 25 de março de 2011

Plano de Ação



O plano de ação é uma ferramenta de qualidade utilizada para planificar as ações a serem executadas e serve também de acompanhamento, pela inserção da última coluna à direita, onde se coloca a data no campo Posição e, por meio do código de cores indicado na legenda, marca-se o estado atual da execução da medida ou ação.
É importante que, a cada reunião de acompanhamento, seja copiado numa outra página a situação futura a ser acompanhada. Caso contrário, corre-se o risco de se perder o acompanhamento do plano de ação.

Esta ferramenta é chamada de 5W2H, onde cada coluna corresponde às perguntas dos seguintes termos (em inglês): What (O quê), Why (Por quê), Where (Onde), When (Quando), Who (Quem), How (Como) e How much (Quanto).
Quando não se possui o valor pode-se utilizar a nomenclatura de 5W1H.

Tipo de Check-list utilizado para garantir que a operação seja conduzida sem nenhuma dúvida por parte da chefias e subordinados.

Os 5W correspondem às seguintes palavras do inglês: What (o que); Who (quem); Where (onde) When (quando) e finalmente Why (por que).

O 1H corresponde a How (como), ou seja, método a ser utilizado para conduzir a operação.

Nos últimos anos inclui-se um novo H (How much/Quanto custa), transformando o método em 5W2H.

Método 5S



·  Seiri: Senso de utilização. Refere-se à prática de verificar todas as ferramentas, materiais, etc. na área de trabalho e manter somente os itens essenciais para o trabalho que está sendo realizado. Tudo o mais é guardado ou descartado. Este processo conduz a uma diminuição dos obstáculos à produtividade do trabalho.


·  Seiton: Senso de ordenação. Enfoca a necessidade de um espaço organizado. A organização, neste sentido, refere-se à disposição das ferramentas e equipamentos em uma ordem que permita o fluxo do trabalho. Ferramentas e equipamentos deverão ser deixados nos lugares onde serão posteriormente usados. O processo deve ser feito de forma a eliminar os movimentos desnecessários.


·  Seiso: Senso de limpeza. Designa a necessidade de manter o mais limpo possível o espaço de trabalho. A limpeza, nas empresas japonesas, é uma atividade diária. Ao fim de cada dia de trabalho, o ambiente é limpo e tudo é recolocado em seus lugares, tornando fácil saber o que vai aonde, e saber onde está aquilo o que é essencial. O foco deste procedimento é lembrar que a limpeza deve ser parte do trabalho diário, e não uma mera atividade ocasional quando os objetos estão muito desordenados.


·  Seiketsu: Senso de Saúde. Refere-se à padronização das práticas de trabalho, como manter os objetos similares em locais similares. Este procedimento induz a uma prática de trabalho e a um layout padronizado e práticas favoráveis a saúde física, mental e ambiental.


·  Shitsuke: Senso de autodisciplina. Refere-se à manutenção e revisão dos padrões. Uma vez que os 4 Ss anteriores tenham sido estabelecidos, transformam-se numa nova maneira de trabalhar, não permitindo um regresso às antigas práticas. Entretanto, quando surge uma nova melhoria, ou uma nova ferramenta de trabalho, ou a decisão de implantação de novas práticas, pode ser aconselhável a revisão dos quatro princípios anteriores.

Ciclo PDCA

CICLO PDCA - O ciclo PDCA é ferramenta fundamental para acompanhar, analisar e melhorar os processos organizacionais, deixando-os mais claros e ágeis. Contribui para a excelência do trabalho em equipe, garantindo os melhores resultados para a sua empresa.




PLAN: (planeamento) estabelecer missão, visão, objetivos (metas), procedimentos e processos (metodologias) necessárias para o atingimentos dos resultados.

DO: (Execução) realizar, executar as atividades.

CHECK: (Verificação) monitorar e avaliar os resultados, periodicamente, avaliar processos e resultados, confrontando-os com o plenejado, objetivos, especificações e estado desejado, consolidando as infomações, eventualmente confeccionando relatórios.

ACT: (Agir) Agir de acordo com o avaliado, e de acordo com os relatórios, eventualmente determinar e confeccionar novos planos de ação, de forma a melhorar a qualidade, eficiência e eficácia, aprimorando a execução e corrigindo eventuais falhas